Cassilandia Jornal

notícia publicada em 16/08/2016 �s 10:02:56

Núcleo de Pesquisas em Quadrinhos da UEMS ministra curso de formação continuada para educadores
 
Cassilândia Jornal   
 Cr�ditos da Foto: Divulgação 
Neste final de semana a equipe do Núcleo de Pesquisas em Quadrinhos (NuPeQ), vinculado à Unidade da UEMS em Campo Grande, realizou, no saguão da Câmara Municipal de Cassilândia e, um curso de formação continuada para 75 educadores. Sob o tema Quadrinhos na escola foram abordados a multimodalidade cultural e transdisciplinar. A ação foi desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Cassilândia.
A formação continuada foi dividida em quatro seções, sendo elas: Quadrinhos e Alfabetização; Superman e a Filosofia; Internetês: do Virtual para as Histórias em Quadrinhos; e A Representação da Inclusão Social em Personagens de Mauricio de Sousa.
Em Quadrinhos e Alfabetização, foi abordada a forma como as histórias contribuem para o despertar do interesse pela leitura e escrita nas crianças, sistematizando o processo de alfabetização. Foram trabalhados conceitos e exemplos de linguagem verbal e não verbal nos quadrinhos e também alguns elementos específicos inseridos no Macrogênero histórias em quadrinhos como: quadros, vinhetas, legendas, balões, metáforas visuais, onomatopeias, noções de tempo e lugar, personagens, figuras cinéticas, etc. Os itens estudados foram exemplificados mediante sua aplicabilidade em sala de aula.
Na seção Superman e Filosofia foram explicitados os valores filosóficos transmitidos para os leitores e fãs de Superman, o super-herói que emocionou milhões de pessoas com suas aventuras em revistas em quadrinhos, filmes e programas de televisão. Seu legado transcende todas as fronteiras, e pode ser considerado um clássico, porque ele atinge vários temas universais, como justiça e força, responsabilidade moral, identidade e ideais heróicos de perfeição, bondade e nobreza.
No módulo Internetês: do Virtual para as Histórias em Quadrinhos, os educadores tiveram acesso a um assunto cada vez mais presente na vida escolar dos alunos que é a linguagem da internet. Assim puderam conhecer características da área, também estudada pela linguística e que se caracteriza por utilizar um código híbrido onde se unem elementos da oralidade e da escrita, organizando-se de forma particular, podendo-se utilizar símbolos e componentes da paralinguística, os emoticons. A aplicabilidade destes conceitos foi representada por um personagem das histórias em quadrinhos, Bloguinho, criado por Mauricio de Sousa.
Por fim, na seção A Representação da Inclusão Social em Personagens de Mauricio de Sousa, foi exposto o papel social das histórias em quadrinhos que atua como uma ferramenta de conscientização de leitores, trazendo informações sobre os mais diversos tipos de deficiência, os recursos necessários para a adaptação de pessoas com necessidades especiais em sociedade e os passos a serem seguidos para que se faça a integração e a inclusão social. Os princípios estudados nesta seção foram representados mediantes cinco personagens criados por Mauricio de Sousa: Dorinha, Humberto, André, Tati e Luca, ambos portadores de necessidades especiais.
O NuPeQ foi criado em 2012 e tem desenvolvido pesquisas e apresentações de trabalhos que fazem uma interface entre os quadrinhos e outras áreas, tais como cinema, literatura, ensino, religião e outras. O curso foi ministrado pelo coordenador do NuPeQ, prof. Nataniel dos Santos Gomes e mais três membros do grupo de pesquisa: Ana Claudia Rocha Amaral Figueiredo, Fernanda Viana de Sena e Patricia Damasceno Fernandes, mestrandas da UEMS da capital. [Texto: Assessoria /UEMS]


Fonte: Assessoria /UEMS

Comentários
 Mais notícias
 
Núcleo de Pesquisas em Quadrinhos da UEMS ministra curso de formação continuada para educadores (v. 7063)
 
MEC suspende contratos de 9 faculdades com Fies e ProUni (v. 8669)
 
UEMS de Cassilândia realiza palestra com pesquisador dos EUA (v. 12343)
 
UFMS fica em 36º em ranking das melhores universidades do País (v. 19521)
 
Ensino superior gratuito - Fundação oferece bolsas 100% gratuitas (v. 16834)