Cassilandia Jornal

notícia publicada em 19/10/2017 �s 11:52:25

Com medo de desemprego, funcionários da JBS ocupam Assembleia Legislativa
 
Cassilândia Jornal   
 Cr�ditos da Foto: Cleber Gellio 
Presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carnes e Derivados de Campo Grande, Wilson Gregório informou nesta quinta-feira (19) que mais de 4 mil trabalhadores sã esperados no Parque dos Poderes em um megaprotesto para pressionar os deputados estaduais a encontrarem uma solução diante do anúncio de suspensão das atividades nos oito frigoríficos da JBS em Mato Grosso do Sul.

Desde cedo, os trabalhadores deixaram as duas unidades da Capital e seguiram em ônibus fretados para a Assembleia. De acordo com Gregório, nesta quarta-feira (18) foram abatidas as últimas cabeças de gado nas unidades de Campo Grande e todos temem a perda dos empregos.

Pela Avenida Afonso Pena, os ônibus travaram o trânsito transportando em comboio os manifestantes. O sindicato nega que a empresa esteja arcando com a estrutura da manifestação. “O que aconteceu é que a empresa nos liberou para protestar. Enquanto houver suspensão, a JBS garantiu que segue pagando pelos dias, mesmo parados”, disse.

O objetivo do movimento, segundo Wilson, é manter a pressão sobre os deputados para uma solução em relação à suspensão dos abates e a ação que bloqueia os bens da empresa. A assessoria de comunicação da JBS também nega estar financiando a manifestação.

“O ato foi organizado diretamente pelas centrais sindicais. A companhia respeita do direito à livre manifestação e atendeu ao pedido do sindicato em liberar os colaboradores que têm interesse em participar do ato”.

Cerca de 40% da produção da empresa acontece no Estado. A suspensão travou o mercado de boi gordo, que é o quarto maior rebanho do país, também segundo o Grupo J&F.

Empresas de consultoria econômica já apontam ‘comportamento incomum’ do mercado. De acordo com a Scot Consultoria, no meio da semana as atividades aumentam, mas Campo Grande e Três Lagoas estariam com o mercado ‘mais comedido’.


Fonte: midiamax/Evelin Cáceres e Kleber Clajus

Comentários
 Mais notícias
 
Crise fiscal será debatida na Comissão de Assuntos Econômicos (v. 69)
 
Câmara aprova fim da progressão de regime para assassinos de policiais (v. 159)
 
Visitação institucional ao Congresso está suspensa até sexta-feira (v. 157)
 
Comissão debate políticas culturais em Chapecó (SC) (v. 168)
 
Receita paga hoje o sexto lote de restituição do Imposto de Renda 2017 (v. 78)