Cassilandia Jornal

notícia publicada em 11/09/2017 �s 11:40:33

Pedágio para carro vai subir de R$ 0,40 a R$ 0,50 em cada posto de cobrança na BR-163 em MS
 
Cassilândia Jornal   
 Cr�ditos da Foto: Rachid Waqued/ Assessoria CCR MSvia 
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou um reajuste nas tarifas do pedágio da BR-163 em Mato Grosso do Sul. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (11).
A resolução, conforme a agência, entra em vigor já nesta quinta-feira (14). O reajuste, de acordo com o órgão, ocorre para atender a 2ª revisão ordinária e a 4ª revisão extraordinária do contrato de concessão da rodovia a empresa CCR MS Via.
Em abril deste ano a concessionária paralisou totalmente as obras de duplicação da estrada. Na época, a empresa disse que tinha protocolado na ANTT um pedido de revisão do contrato de concessão, porque estava sofrendo prejuízos, e apontou uma redução de 35% na arrecadação prevista inicialmente.
No mês de agosto a empresa anunciou a retomada parcial das obras de duplicação da estrada e informou que tomava a a decisão de retomar parcialmente as obras após o anúncio pelo governo federal sobre a publicação de uma nova Medida Provisória (MP) que vai conceder maior prazo para a realização dos investimentos e com novas condições contratuais.
Desde a obtenção da concessão, em 2013, a CCR MS Via aponta que investiu R$ 1,9 bilhão na BR-163. Os recursos foram utilizados na duplicação de 138,5 quilômetros da rodovia e na recuperação de 333 quilômetros de pavimento, além completar e modernizar toda a sinalização da rodovia e implementou um dos mais modernos e eficientes Serviços de Atendimento ao Usuário (SAU), trazendo mais segurança e conforto aos usuários da rodovia.
A empresa disse ainda que mesmo com a paralisação das obras de duplicação, manteve os serviços de conserva e manutenção das pistas e da sinalização, além da capina e roçada da faixa de domínio.
Na resolução desta segunda, a ANTT aponta que a Tarifa Básica de Pedágio (TBP) por quilômetro vai subir de R$ 0,05133 para R$ 0,05213. Indica que na revisão aplicou o desconto de reequilíbrio de 2,17295% sobre a TBP, correspondente ao fator D; o Índice de Reajuste Tarifário (IRT) de 1,40589, que representa o percentual de 2,71% do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado no período e ainda o Fator C negativo de R$ 0,16476, na tarifa por praça de pedágio.

No caso de um carro, por exemplo, o aumento em cada praça de pedágio vai variar de R$ 0,40 a R$ 0,50. O proprietário de veículo que passa pelos nove pontos de cobrança instalados nos 845 quilômetros da estrada no estado que paga atualmente R$ 55,40 vai passar a desembolsar com o reajuste R$ 59,20, o equivalente a 6,85% a mais.


Fonte: G1MS

Comentários
 Mais notícias
 
Fim do auxílio-moradia para deputados, senadores e juízes tem apoio de mais de 540 mil pessoas (v. 64)
 
Nova Lei de Migração deve facilitar vida de estrangeiros (v. 66)
 
Comissão mantém proibição de suspensão de pena por crime militar de desacato a superior (v. 61)
 
Ladrao furta supermercado Pantanal e é preso pela Policia (v. 66)
 
Kampai inaugura concessionária da Toyota em Chapadão do Sul (v. 108)