Cassilandia Jornal

notícia publicada em 06/10/2017 �s 16:49:11

Fazendeiro surta, bate na esposa, põe fogo na sede e queima maquinários
 
Cassilândia Jornal   
 Cr�ditos da Foto: midiamax 
A cidade de Juti, distante a 296 quilômetros de Campo Grande, viveu uma quarta-feira (4) bastante movimentada. Por volta das 6h30, o padre da cidade, ciente que a situação não era das melhores, dirigiu-se até uma fazenda onde morava o homem de 38 anos e sua família. Mas no meio do caminho deparou-se com a esposa dele, muito assustada, acompanhada pelos dois filhos menores.

Ela, em um breve relato, disse que o marido havia surtado, a agredido e afirmou que a intenção era matar uma pessoa até as 15h. Diante dos fatos o padre decidiu chamar a polícia. Uma guarnição do 12º Batalhão, com um cabo e um soldado foram até o local . Lá chegando constataram que o fazendeiro havia colocado fogo em uma moto e em um trator. Inclusive com este veículo ele havia derrubado parte da casa-sede da fazenda, que também estava queimando. Diante da gravidade da situação foi chamado reforço de Naviraí. Durante todo este tempo, o fazendeiro estava portando um facão, impedindo a aproximação dos policiais.

Quando soltou a arma por alguns segundos, ele acabou dominado. No entanto a ocorrência não terminou aí. O padre, que havia deixado a esposa em lugar seguro, voltou à fazenda para conversa com o homem. No entanto, depois dele já dominado, os policiais escutaram grito pedindo ajuda. Era o padre, que ao entrar na casa para tentar acalmar o amigo, acabou escorregando e ao bater em uma viga teve a perna fraturada. Com a vítima sem condições de se mover e com o imóvel em chamas, o soldado que havia iniciado a ocorrência entrou no fogo, colocou o padre nos ombros e retirou-o para lugar seguro. Posteriormente, com fratura exposta na perna e o corpo parcialmente queimado, foi levado para o hospital de Juti e depois para Durados.

O fazendeiro responsável por toda confusão, vai responder na Lei Maria da penha, por ter agredido a mulher e por dano e incêndio,pois mesmo sendo em sua propriedade, colocou em risco a integridade de terceiros.


Fonte: Arlindo Florentino

Comentários
 Mais notícias
 
Os preparativos para o 1.º Aero Churrasco de Cassilândia estão adiantados” diz Dr. Eltes (v. 52)
 
Justiça suspende ampliação do bloqueio de bens dos irmãos Batista (v. 122)
 
JBS afirma que apoia protesto, mas nega patrocínio de manifestação (v. 126)
 
Com medo de desemprego, funcionários da JBS ocupam Assembleia Legislativa (v. 119)
 
Projeto do TCE-MS é destaque em Congresso Internacional (v. 155)